27 outubro 2010

Yes and No / Sim e Não

Yes and No

Across a continent imaginary
Because it cannot be discovered now
Upon this fully apprehended planet--
No more applicants considered,
Alas, alas--

Ran an animal unzoological,
Without a fate, without a fact,
Its private history intact
Against the travesty
Of an anatomy.

Not visible not invisible,
Removed by dayless night,
Did it ever fly its ground
Out of fancy into light,
Into space to replace
Its unwritable decease?

Ah, the minutes twinkle in and out
And in and out come and go
One by one, none by none,
What we know, what we don't know.

laura riding


Sim e Não
Tradução: Alexandra Bernardo

Através de um continente imaginário
Pois não pode ser descoberto agora
Neste planeta inteiramente concebido –
Sem mais candidatos considerados,
Ai, ai –


Fugiu um animal não zoológico,
Sem um destino, sem um facto,
A sua história privada intacta
Contra a paródia
De uma anatomia.

Nem visível nem invisível,
Expulso da noite sem dia,
Será que voou o seu território
Fora da imaginação para a luz,
Para o espaço, substituindo
O seu óbito inescrevível?
Ah, os minutos cintilam dentro e fora
E dentro e fora vêem e vão
Um por um, nenhum por nenhum,
O que sabemos, o que desconhecemos.