16 março 2011

oratória


iniciam a oração em cima
do meu púlpito

oiço a linguagem sabida
a acústica extraída às minhas cordas

é raro haver quem não me queira
quem fale comigo

quem me acorde erma


Joana Cima