18 abril 2011

colina fotográfica


pela ranhura da bruma o quarto perde o seu pensamento
e signatária a colina descola da fotografia

hoje escrever tornou-se a constatação da minha incapacidade

os homens repetem-se aos milhões e executam tarefas impiedosas
como se fossem uma verdade constroem as suas moradias
nos grandes palacetes das nuvens pensando que as nuvens
são a realidade prática da vida

estamos quase sempre indelegáveis e noutro incêndio de ideias
e
embora nos esforcemos para transfigurá-las
a verdade é que a sua execução é impossível
até que a morte com um gume nos corte os pulsos.

o remédio para cada um é cobrir-se de uma marsupial angústia

na ranhura da bruma o quarto perde o seu pensamento
e signatária a colina descola da fotografia