10 outubro 2011

joana espain traduzida por joan navarro

 
     
tempos dela

falei com ela

disse-me que os rios tinham pressa
e havia brisas quentes que falavam

cristo não tinha nascido
e a expectativa era grande
e uma amiga muito calma
tinha sido queimada pela alma

perguntou-me sobre a palavra
contei-lhe de traumas padres
inteligências emocionais
e interacções fundamentais à distância
para acalmar

a brisa ainda fala
com cuidado

apontou para trás de mim
e sorriu
sem ruído


[Joana Espain, As linhas não existem]



temps seus
 
vaig parlar amb ella
em va dir que els rius tenien pressa
i hi havia brises calentes que parlaven
 
crist no havia nascut
i les expectatives eren grans
i una amiga molt tranquil·la
va ser cremada per l’ànima
 
em va preguntar sobre la paraula
li vaig parlar de traumes capellans
intel·ligències emocionals
i interaccions fonamentals a distància
per asserenar-se
 
la brisa també parla
amb cura
 
em va apuntar per darrere
i va somriure
sense soroll


[Traducció: Joan Navarro]